Mês: abril 2020

O corredor e a quarentena

Carlos Roberto Winckler Dezessete horas. Depois de horas de home office retomo à rotina de correr pelo menos dez quilômetros. O corredor e a quarentena – Normalmente, corro em pista de meu clube, mas ando precisando de desafios. Mudarei de roteiro. Sairei do Bairro Bela Vista até o Palácio Piratini. Ambiente com seus riscos após o Parque Moinhos de Vento. O Parcão. Onde estão meu tênis Cloudflyer e o moletom Hoodie? Que inferno, nada está em ordem depois que dispensamos Tereza, nossa secretária, com meio salário mínimo. Maria Eduarda tem bom coração, frequenta a Igreja Auxiliadora, mas não compreende...

Ler mais

A possibilidade de um novo tempo

Natália Bianchi A possibilidade de um novo tempo Como todo artista que sabe onde o povo está, Milton Nascimento e Beto Guedes criaram a canção Nada será como antes. Era a década de 1970 e o Brasil, para quem não lembra ou para quem insiste em negar, emergia de um período sombrio, o da ditadura militar. A dupla perguntava: “Que notícias me dão dos amigos?/ Que notícias me dão de você?” Fazia sentido. Os dias parecem de outros tempos e, com o negacionismo naturalizado nas redes sociais, ouso dizer que é importante dar tempo ao tempo. Talvez nunca tenhamos...

Ler mais

Na tentativa de afastar Bolsonaro,

estratégias para todos os gostos

Carlos Roberto Winckler Na tentativa de afastar Bolsonaro, estratégias de todos os gostos Com a aceleração dos acontecimentos, afastar Bolsonaro tornou-se uma questão premente, pois o abismo nos contempla. Diferentes alternativas, algumas mais drásticas, outras menos, foram colhidas ao sabor de navegação na rede. Vejamos. 1. As drásticas Sniper, durante aquelas entrevistas, em frente ao Palácio, em que espalha perdigotos, o alveja mortalmente, de tal forma que mesmo nas vascas da morte não mais espalhe perdigotos viróticos. Essa cena tem um toque de filme B norte-americano. Algum assessor, segurança, motorista desesperado ao descobrir que está contaminado o alveja, responsabilizando...

Ler mais

O poder e o esterco

Carlos Roberto Winckler O poder e o esterco – A rapidez dos acontecimentos mostra o inexorável isolamento de Bolsonaro, reduzido, no plano institucional, ao gabinete do ódio que se restringe aos filhos e apaniguados milicianos e, talvez, ao Gal. Heleno , cuja capacidade estratégica é quase nula, fundada apenas no ressentimento antipetista. A pandemia mostrou a absoluta incapacidade de articulação do executivo, obcecado pela tese da não ingerência do governo em assuntos desse tipo. Que a natureza imunize e resolva à sua maneira, decidindo quem morre ou não. Tal como o mercado sem peias, com o resultado que salta...

Ler mais

pronunciamento de Bolsonaro durou sete minutos

Carlos Roberto Winckler Pronunciamento de Bolsonaro durou sete minutos – Com dificuldade, procurou mostrar compaixão e respeito pelas vítimas do Covid. Não bastasse a dificuldade de leitura, lembrava, na tensão muscular, aqueles bonecos que assumem vida em filmes B norte-americanos e acabam por cometer barbaridades. Foi além, distorcendo palavras do diretor da OMS, Tedros Adhanam, ao dizer que esse defendia o retorno ao trabalho. Talvez essa emoção dure até a próxima entrevista aos jornalistas no cercadinho em frente ao Palácio. Sabe-se lá o que a madrugada produz naquela mente, sentindo-se traído por tudo e todos. Pois esse é o...

Ler mais

agenda

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

RSS Notícias